7 milhões de trabalhadores formais tiveram salário e jornada cortados

Dados do Ministério da Economia mostram que já ultrapassou os 7 milhões o número de trabalhadores formais que tiveram salários e jornadas reduzidos ou contratos suspensos por conta do coronavírus. Equivale a 21% do total de empregados com carteira assinada no Brasil.

A equipe econômica, entretanto, acredita que calcula que deva chegar a 24,5 milhões de trabalhadores alvos dessas restrições. Ou seja, mais de 70% de todos os empregados formais do país. O custo total do programa do governo que prevê compensações está estimado em R$ 51,2 bilhões.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!