Brasília esconde segredos inimagináveis

Reinaldo Polito, no Uol

… “Você já foi a Brasília? Se não foi, vale a pena reservar uns dias para conhecer a capital do país. É lá onde tudo acontece. Mesmo que você more em uma pequena cidade do interior do país, saiba que o destino da sua vida, quase sempre, é definido em reuniões realizadas ali na Praça dos Três Poderes, ou em algum prédio da Esplanada dos Ministérios.

Eu já fui a Brasília mais de uma centena de vezes. Cidade espetacular! Ao mesmo tempo, estranha para mim. Afinal, fui criado em Araraquara, no interior de São Paulo, um município onde os quarteirões têm esquinas. Brasília não tem. Quando chega a noitinha eu quero dar uma volta, deixo o hotel e vou… para onde? Aqui só tem farmácia. Alí só tem escola. Lá só tem hotéis. Diferente da minha cidade onde é tudo diversificado. Só acho estranho, mas gosto, gosto muito, principalmente pelos amigos que conquistei lá.

Brasília é uma cidade acolhedora

Tenho a impressão de que Brasília só acolheu gente boa em seu seio. Não sei se porque foi formada por pessoas de todas as partes do país, e que ali chegaram numa espécie de cumplicidade para se dar bem, ou se são os clubes, ou se é a sua arquitetura, ou se é pelo fato de meu genro Rafael ter nascido ali. Sei lá, mas brasiliense é acolhedor e simpático.

Descobri também que há duas Brasílias. a da população local, pessoas que labutam e se divertem ali no dia a dia. Outra, a dos políticos. Esses que, de maneira geral, chegam às terças e voltam às quintas. Quer fugir de um político? Fique em Brasília de sexta a segunda.

O que me impressionou na Capital Federal é o fato de todas as vezes eu olhar pela janela do hotel e ver os edifícios dos ministérios simetricamente construídos na cor esverdeada, sem sinais de vida. Mais à frente, a Praça dos Três Poderes, também, de longe, sem nenhuma viva alma. Está certo que quando tenho essa visão já é noitinha, e é natural que tudo deva mesmo estar em silêncio”.

….(trecho de artigo publicado hoje)

 

Deixe uma resposta

Fale com a gente!