Desigualdade bate recorde no primeiro trimestre

(LinkedIn) – O primeiro trimestre de 2021 pode ser considerado “o pior ponto da crise social”, segundo a FGV Social. Enquanto a renda média geral registrou queda de 10,89% no período de um ano, a metade mais pobre teve uma perda de 20,18%.

Como reflexo da pandemia no país, os índices de desigualdade atingiram níveis recordes no Brasil. A situação é agravada pelo desemprego em grande escala, que afeta sobretudo os mais pobres.

A renda média per capita no mesmo primeiro trimestre despencou para o patamar mais baixo da série histórica, aos R% 995, ficando abaixo de R$ 1.000 mensais pela primeira vez.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!