“Essa crise é uma tragédia”, diz presidente do Sindohbar-DF

(Correio Braziliense) – O presidente do Sindicado Patronal de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares, Jael Antônio da Silva, reafirmou a possibilidade de demissão de mais de 40 mil pessoas, e adiantou que o projeto de lei que visa auxiliar o setor, apresentado pelo Executivo, não atende aos anseios da categoria. “Por que um banco vai fazer a regra, dizendo ‘tá aqui para você o dinheiro de graça, pague quando puder, na hora que você puder e se puder”. É isso que nós estamos precisando. Tem que ser um pague quando puder”.

Com a proximidade do encerramento do prazo da Medida Provisória do governo federal, que permitiu a suspensão dos contratos empregatícios por 60 dias, empresários dos setores de bares, restaurantes e hotéis pressionam para que o GDF escute a proposta de reabertura destes segmentos.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!