Johnson & Johnson deve pagar US$ 2,1 bilhões por vender talco com amianto

(Poder360) – A Suprema Corte dos Estados Unidos negou nessa 3ª feira (1º.jun.2021) um recurso para reverter a sentença de processo que apurou a presença de amianto no pó de talco produzido pela norte-americana Johnson & Johnson. A substância é apontada como possível causadora de câncer de ovário. A empresa negou a presença da substância no produto

Segundo a emissora norte-americana CNBC, a Johnson & Johnson terá que pagar US$ 2,1 bilhões em indenização pela venda do talco Baby Powder.

O tribunal anunciou que não analisará mais o caso. Eis a íntegra da decisão, em inglês (105 KB).

Em um comunicado, a Johnson & Johnson disse que a Suprema Corte deixou importantes questões jurídicas sem solução. “As questões que estavam perante o tribunal são relacionadas a procedimentos legais, e não a segurança. Décadas de avaliações científicas independentes confirmam que o pó de bebê da Johnson é seguro, não contém amianto e não causa câncer.”

Em maio de 2020, a Johnson & Johnson anunciou que pararia de vender o talco nos EUA e no Canadá depois de enfrentar processos de consumidores que argumentaram que o produto causa câncer. A empresa declarou que enfrenta mais de 21.800 ações judiciais por conta dos produtos.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!