Os efeitos da crise no seu balanço 2020 podem indicar que o “lucro real”seja mais vantajoso para a sua empresa

As empresas hoje optantes do regime tributário de “lucro presumido” e até mesmo do Simples Nacional devem ficar atentas aos efeitos da presente crise do coronavírus em seus balanços contábeis de 2020. A depender dos resultados, deve mostrar-se mais vantajoso a opção pelo “lucro real”, pois, na hipótese de registrarem prejuízo, haverão de pagar menos impostos.

Até o próximo dia 30 de abril, antes do início do novo ano fiscal, é possível às empresas optarem por outro regime tributário. Mesmo o “lucro real” exigindo gestão financeira e uma documentação mais rigorosa, ainda assim, diante da perspectiva de balanço negativo em função da crise atual, a empresa obterá vantagem ao migrar de enquadramento tributário nesse ano.

Vantagens – São várias as vantagens no “lucro real”: a começar pelo item depreciações, seguindo pelas amortizações e juros, todas essas rubricas diminuem a incidência de tributos. Sem contar ainda que, nesse regime, são aproveitados créditos do PIS e do Cofins, entre outros.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!