Pandemia tirou mundo de rota suicida do sistema econômico tradicional, diz Nobel da Paz

(Uol) – O vencedor do Prêmio Nobel da Paz Muhammad Yunus vê a crise causada pelo coronavírus como uma oportunidade para o mundo redesenhar o sistema econômico tradicional, que, segundo ele, havia colocado a humanidade em uma rota suicida.

“Tínhamos acabado de começar a década da última chance”, disse o economista em entrevista por e-mail. Segundo Yunus, o aquecimento global atingiu seu último estágio, e o aumento da desigualdade de renda se transformou em uma bomba relógio de raiva e desconfiança.

Nascido em Bangladesh, país pobre da Ásia, Yunus ganhou notoriedade ao criar em 1976, o Grameen Bank, instituição dedicada a emprestar recursos a pequenos empreendedores de baixa renda. Por essa iniciativa, recebeu a alcunha de “pai do microcrédito”e foi laureado com o Nobel da Paz em 2006, pelo seu papel no combate à pobreza.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!