Parques: “Não vamos abrir de qualquer forma”, diz Celina Leão

Decreto assinado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) autoriza

o funcionamento dos parques a partir desta quarta-feira (3/6).

As academias, no entanto, seguem sem previsão de reabertura

(Correio Braziliense) – Após a publicação do decreto que autoriza a liberação dos parques do Distrito Federal, a Secretaria de Esportes e Lazer do DF prepara protocolos de segurança para evitar o contágio do novo coronavírus nesses locais. Depois de mais de 70 dias fechados, a determinação, assinada em 30 de maio pelo governador Ibaneis Rocha, libera o funcionamento dos parques nesta quarta-feira (3/6).

A secretária de Esportes e Lazer, Celina Leão, detalhou como será a reabertura dos parques. Segundo ela, a retomada contará com a ajuda de profissionais da área de educação física, que atuarão como voluntários. “Não vamos abrir de qualquer forma. Teremos protocolos de segurança. Conseguimos parceria com o Conselho Regional de Educação Física e com o sindicato. Estamos com o cadastro aberto para voluntários. Vamos treiná-los e vamos tê-los nos ajudando a retomar essas atividades”, frisou.

O funcionamento dos parques será restrito e fiscalizado pela Secretaria de Esportes, pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e pelas respectivas administrações dos parques. Os locais serão abertos das 6h às 21h e estão proibidos qualquer tipo de comércio no local, o uso de equipamentos de musculação e de áreas coletivas. “Os parques não serão para o convívio social, mas sim, para incentivar a retomada do esporte e tentar iniciar esse processo aqui no DF. Tínhamos aproximadamente 700 mil pessoas que praticavam atividade física todos os dias e, por causa da pandemia e do fechamento dos locais, esse público passa por um momento de não estar tão saudável assim”, afirmou Celina Leão.

O uso de máscaras nos parques também será obrigatório. De acordo com a secretária, agora é o momento de conscientização. “A pessoa precisa dar o exemplo. Se estiver chegando no parque e ver que tem muita gente, vai para outra pista. Temos 18 parques que serão abertos e é muito trabalho e responsabilidade. Mas tenho certeza que a população do DF é consciente e educada”, disse.

Academias

Por outro lado, as academias seguem sem previsão de reabertura. Entidades do setor elaboraram um protocolo com as medidas de segurança para avaliação do governo. Celina Leão defendeu o retorno das atividades. “Esse protocolo foi desenvolvido por pesquisadores da Universidade de São Paulo dando a garantia para que a pessoa, no momento que acessar a academia, tivesse o mínimo de segurança. Então, terá todo um preparo, como a demarcação dos aparelhos, o uso reduzido de 30% da capacidade da academia, medição de temperatura. Além disso, a cada três horas, elas serão fechadas para limpeza. Esses estudiosos afirmam, ainda, que se seguirmos todos esses protocolos, a  possibilidade de infecção é menor do que ir em um supermercado”, ressaltou a secretária.

Não há, no entanto, uma data certa para a retomada desse segmento. “Tínhamos definido, inicialmente, que os parques seriam nosso primeiro ato. Vamos ter uma reunião com o conselho gestor para ver como está a curva dos casos de coronavírus”, acrescentou.

A Secretaria de Esportes capacitará cerca de 1,5 mil proprietários de academias. O treinamento será via on-line e, de acordo com Celina Leão, só poderão reabrir as academias que passarem por essa capacitação.

 

Deixe uma resposta

Fale com a gente!