Quatro entidades, o MPF e MPT são contra o fim do teletrabalho na Esplanada

(Correio Braziliense) – Quatro entidades representativas de servidores, além do Ministério Público Federal e do Ministério Público do Trabalho entraram na justiça contra a convocação do governo para o retorno ao trabalho presencial. Para eles, não há comprovação das entidades de saúde pública de que o risco de infecção pelo coronavírus tenha se dissipado. No sentido contrário do que pretende o Palácio do Planalto, os procuradores querem que a justiça obrigue a União a expandir o teletrabalho para além daqueles que estão em grupo de risco enquanto perdurar o estado de emergência de saúde pública.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!