Rodrigo Maia chama cheque especial de “extorsão”, mas é contra tabelamento de juros bancários

(6Minutos) – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou ontem, 7, ser contra o tabelamento de taxas de juros de cartão de crédito e cheque especial, mas defendeu, por outro lado, que esses produtos passem por uma reformatação.

Para ele, que referiu-se ao cheque especial como uma “extorsão”ao cidadão, o ideal é que esse debate conte com a iniciativa do próprio sistema financeiro que, na opinião do deputado, precisa melhorar sua relação com a sociedade.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!