Conta de água no DF ficará mais cara para 60% dos consumidores

(Metrópoles) – A partir desta segunda-feira, 01/06, os brasilienses receberão as contas de água e esgoto com novas tarifas. A notícia foi anunciada pela Caesb, que decidiu não adotar mais o consumo mínimo mensal de 10m3. De junho em diante, o pagamento dos serviços será feito pelo consumo efetivamente medido de água e de esgoto.

Outra importante alteração é a divisão de consumidores em quatro categorias, sendo que o consumo foi separado por seis faixas para residencial e padrão social. Para as categorias não residenciais (comercial, industrial, pública e paisagismo), haverá cinco faixas de consumo.

Pelas novas regras, segundo estimativa da Caesb, 40% dos brasilienses estão na faixa de consumo de até 7m3/mês e terão redução de até 65% na sua fatura de água e esgoto. Por outro lado, isso significa que a conta ficará mais cara para os demais 60% dos consumidores – aqueles que gastam acima de 7m3/mês.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!