Metroviarios do DF entram em greve nesta segunda-feira, dia 19

 Ficou decidido que 60% da categoria vai trabalhar nos horários de pico

e apenas 40% no restante do expediente

 

Metrópoles – O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do DF (SindMetrô) decidiu entrar em greve a partir desta segunda-feira (19/4), por tempo indeterminado.

A categoria pede o restabelecimento do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT). E vai ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para pedir a revisão de decisão judicial e tentar reduzir o percentual de funcionamento obrigatório de 60%, nos horários de pico, para 30% do quadro funcional.

Segundo Renata Campos, não há qualquer pedido de aumento salarial ou de recomposição. “Só queremos manter o que já temos”, frisou. “A proposta do Metrô-DF veio apenas sugerindo o diálogo. Mas estamos dialogando há dois meses e não houve avanços”, completou.

Além disso, os metroviários não concordam com o corte da quebra de caixa – verba destinada a cobrir os riscos assumidos pelo empregado que lida com manuseio constante de dinheiro, como a venda de bilhetes.

Durante as negociações mediadas pelo TRT-10, foi sugerido que houvesse a prorrogação por, pelo menos, mais 30 dias dos benefícios do Acordo Coletivo de Trabalho que estava vigente, a fim de que a negociação tenha continuidade com mais calma. No entanto, o Metrô-DF não concordou.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!