Madero pode fechar após dono minimizar pandemia

Júnior Durski afirmou que não tem caixa o bastante para pagar dívidas

(IG) – A rede de restaurantes Madero, de Junior Durski, disse em suas demonstrações financeiras do primeiro trimestre de 2021, que o dinheiro em caixa da empresa não seria suficiente para pagar as dívidas de curto prazo na data de vencimento sem financiamento adicional.

“Foram dois materiais de resultados publicados pela empresa desde o início da pandemia e auditores da rede levantaram, em ambos, a existência de ‘incerteza relevante’ e ‘significativa’ relacionada com a continuidade da opeação”, informa o jornal Valor Econômico.

O informe entregue nesta quinta-feira, 24/06, indica que as lanchonetes podem fechar.

Em março de 2020, no início da pandemia de covid-19, o empresário Junior Durski minimizou o potencial letal do coronavírus. Segundo ele, o Estado não deveria parar a economia para frear a disseminação da doença porque “5 ou 7 mil pessoas vão morrer”.

Nesta mesma quinta-feira, o Brasil registrou mais de 507 mil mortes pela covid-19.

No ano passado, a CGU multou o restaurante em R$ 442 mil por pagar propina em dinheiro e alimentos a funcionários do Ministério da Agricultura. Os funcionários da pasta eram designados para, supostamente, fiscalizar lojas da rede nas cidades de Balsa Nova e Ponta Grossa, no Paraná.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!