Preferência por andar a pé subiu na pandemia

Pesquisa da Rede Brasileira de Urbanismo Colaborativo mostra que a preferência por andar a pé na tentativa de se proteger do coronavírus subiu de 9% para 23% em todo o país. Colaboraram para a mudança ainda as medidas de isolamento social impostas e a redução da frota de transporte coletivo.

Só na cidade de São Paulo, 32% afirmam ter passado a andar mais a pé. A estimativa da ONG Rede Nossa SP é de que 41% da população adote a caminhada como meio de locomoção no pós-pandemia.

Deixe uma resposta

Fale com a gente!