Por Antônio de Almeida Castro (Kakay), Poder360

A natureza é a diferença entre a alma e Deus.
Tudo quanto o homem expõe ou exprime é uma nota à margem de um texto apagado de todo. Mais ou menos, pelo sentido da nota, tiramos o sentido que havia de ser o do texto; mas fica sempre uma dúvida, e os sentidos possíveis são muitos. ”

  • Fernando Pessoa, Livro do Desassossego

Mas a escuridão tudo abriga,
Figuras e chamas animais e a mim,
E ela também retém
Seres e poderes.
E pode ser uma força grande que perto de mim se expande.
Eu creio em noites.

  • Rainer Maria Rilke

 

Toda opinião sua é insana;
Pois a que mais se recata,
Se não vos admite, é ingrata,
Se vos admite é leviana. ”

  • Juana Inês de La Cruz

 

Através da noite urbana de pedra e seca
O campo entra no meu quarto.
Estende braços verdes com pulseiras de pássaros,
Com fivelas de folhas.
Leva um rio à mão.
O céu do campo também entra,
Com o seu cesto de joias acabadas de cortar.
E o mar senta-se ao meu lado,
Estende a sua cauda branquíssima no solo.
No silêncio brota uma árvore de música.
Na árvore pendem todas as palavras formosas
Que brilham, amadurecem e caem.
Na minha testa, uma caverna onde mora um relâmpago.
Porém, tudo se povoou com asas.
Diz-me: é deveras o campo que vem de tão longe,
Ou és tu, são os sonhos que sonhas ao meu lado?

    • Octavio Paz, poema Visita

Deixe uma resposta

Fale com a gente!