Um pouco de poesia

Por Antônio Carlos de Almeida Braga – Kakay (Poder360)

 

“Sei ter o pasmo

essencial

Que tem uma criança se,

ao nascer,

Reparasse que nascera

deveras…”

– O grande Pessoa, no

poema “O meu olhar é

nítido como um girassol”

 

 

“Morrer não é nada, não

viver é que é horrível.”

  • Victor Hugo

 

“Chama-se a Dor, e

quando passa, enluta

E todo mundo que por

ela passa

Há de beber a taça da

cicuta

E há de beber até o fim

da taça!”

  • Augusto dos Anjos

 

“Venham enfim as altas

alegrias,

As ardentes auroras, as

noites calmas,

Venha a paz desejada, as

harmonias,

E o resgate do fruto, e a

flor das almas.

Que venham, meu amor,

porque estes dias

São de morte cansada,

De raiva e agonias

E nada.”

  • Saramago 

Deixe uma resposta

Fale com a gente!